27 de mar de 2013

23 de mar de 2013

Outono





... e a mim ...recolhimento, silêncio
Foi o que o outono me trouxe
Vontade de ninho, cobertor, carinho
Manhãs à janela olhando o infinito
Pensamento distante ... ausência
Sou toda outono... nasci assim
Não por acaso num mês de maio
Deve ter sido um dia cinza...
Dizem que ainda pequena, quase morri
Talvez...
Não sei se estou toda aqui...

regina ragazzi

18 de mar de 2013

Noite


 Apenas um murmúrio na noite
Um abraço perdido em algum canto
Um orvalho envelhecido escorrendo frio,
por toda a flor

Apenas para que a noite não acabe num grito
A canção sufocando o soluço...roucamente
E depois... o silêncio...


Já adormeceram os pássaros
Recolheram suas asas e com elas seus sonhos
A noite está cega sem lua
E as estrelas apagaram o que lhes foi escrito

A noite é vazio... um labirinto... um abismo...

regina ragazzi

3 de mar de 2013

Flores e beija-flores


De repente pensei em flores e beija-flores
e me vieram a mente  umas perguntas,
assim... do nada...
Será doce a flor ou bico que beija a flor?
Ser flor é garantia de doce néctar ao beija-flor,
e se não for , ainda assim será beijada?
Perdoem-me flores e beija-flores
Não que eu duvide de nada
Nem sei de onde tirei essas idéias atrapalhadas...

Mas... beija-flor beija a flor se for amarga??

regina ragazzi

2 de mar de 2013

O rio


... e esse rio que não passa nunca...
Desce doce e lento ao mar
Queria faze-lo passar mais depressa
e depois ve-lo secar
Mas me transborda esse rio, me espelha
Me inunda... quase me afoga
Queria que secasse esse rio
e nascessem flores em seu lugar
Mas ele continua a descer doce e lento ao mar...

regina ragazzi
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...